Transtorno de Ansiedade Social: O que é?

Transtorno de Ansiedade Social: O que é?

Transtorno de ansiedade social, também chamado de fobia social, é caracterizado quando a pessoa tem uma dificuldade extrema em falar e conviver com os outros, seja na escola, trabalho ou em outras situações.

A boa notícia é que existem muitas estratégias que podem ser utilizadas para ajudar a pessoa a se sentir mais segura e assim, poder conviver de uma forma saudável com outras.

É exatamente isso que é feito em uma clínica de recuperação, ou seja, dar todo suporte à pessoa para confiar mais em si mesma e poder voltar a ter uma vida normal.

Entenda, a seguir, o que é ansiedade social, quais são as causas, sintomas…

O que é transtorno de ansiedade social?

É normal que todo mundo seja um pouco mais tímido em determinadas situações.

Por exemplo, muitas pessoas podem ficar mais nervosas só em pensar na ideia de fazer uma apresentação ou encontrar o novo chefe pela primeira vez.

Mas se você se sente tão tímido a ponto de causar problemas na escola, trabalho ou nas suas relações, pode se tratar de um transtorno de ansiedade social.

A ansiedade social é um estado no qual a pessoa pode se tornar extremamente ansiosa em situações sociais, principalmente na presença de novas pessoas.

Por consequência, elas têm uma tendência a se preocupar com que os outros podem pensar delas, por exemplo, medo que façam algo que possam humilhá-las.

E a ansiedade é tão intensa que chega a paralisar as pessoas, o que as faz evitar qualquer situação social.

Você sabia que muitas pessoas que se submetem ao tratamento para alcoolismo recorrem ao álcool para reduzir os sintomas da ansiedade social?

Quais são as causas da fobia social?

Os seres humanos possuem um sistema de alarme, que é o que nos permite sobreviver. Por exemplo, diante de um perigo, esse sistema é acionado e assim, podemos lutar ou fugir.

No transtorno de ansiedade social, esse sistema de alarme é muito sensível e desencadeado por situações sociais, e os fatores que contribuem incluem:

  • Genética: algumas pessoas são mais sensíveis que outras, e isso pode ser transmitido de pais para filhos;
  • Experiências de vida: quem tem ansiedade social pode ter vivido situações sociais estressantes.

Infelizmente, nem todos conseguem lidar com a expectativa dos outros, se adaptar a diferentes situações, o que pode contribuir para a fobia social.

Muitos pacientes em tratamento para dependentes químicos podem apresentar sintomas de ansiedade social, e pelo medo de encarar os outros de frente, acabam fazendo uso abusivo de drogas.

Sintomas de transtorno de ansiedade social

As pessoas que sofrem de fobia social geralmente são tímidas ao longo de suas vidas, mas isso se torna mais evidente durante a adolescência, fase onde há um maior estresse social.

Os principais sintomas que podem surgir antes e/ou durante situações sociais são:

  • Ficar vermelho no rosto;
  • Transpirar em excesso;
  • Náuseas;
  • Tremores;
  • Dificuldade de falar ou estabelecer contato visual com outra pessoa.

Portanto, se você suspeitar que pode estar sofrendo de transtorno de ansiedade social, consulte um profissional de saúde o quanto antes.

Saiba que, a longo prazo, uma ansiedade social não tratada pode contribuir para outros problemas, como a depressão e dependência química.